Ufologia não é CRENÇA, é FATO!!! Sejam bem vindos ao UFOLOGIA EM BUSCA DA VERDADE.

domingo, 10 de junho de 2012

Avião chileno se aproxima de OVNI

Na quinta-feira 22 de março, um avião do Exército chileno realizava uma operação noturna perto da cidade de Copiapó. O exercício consistia no lançamento de paraquedistas a 11.000 pés, ou aproximadamente 3.352 metros de altura. Durante a operação os pilotos observaram no oeste, uma "estrela" um pouco diferente no tamanho e na cor.
"Esta observação foi feita às 22:03hs locais e os três na cabine discutiram e começaram a analisar cuidadosamente sua forma estranha. Depois de um minuto, essa suposta estrela originalmente branca ficou vermelha com tons de laranja e aumentou de tamanho duas ou três vezes, mudando a sua cor de branco para vermelho, laranja e vermelho, retornando definitivamente a ser branca amarelada ", disse o Major e piloto Militar, Rodrigo Bravo.
O piloto disse que inicialmente chamaram na frequência 128,30 do radar de Santiago, que controla a Região de Informação de Voo (FIR STGO) de Copiapó para Temuco, para verificar o tráfego na área de Atacama, com a resposta negativa.

"Ao aumentar de tamanho, nós pensamos no início, que era uma outra aeronave, obviamente maior e voando na direção oposta à nossa, mas imediatamente a frente. Com base no tipo de operação que estávamos fazendo e como é complexo ter o tráfego a frente em sentido contrário, a chamada foi feita, dada a mudança no tamanho do observado, ou seja, todo o tempo se pensava que era outra aeronave", disse o major Rodrigo Bravo, que juntamente com o investigador Juan Castillo é o autor do livro "Ufologia Aeronáutica".
Aumenta o tamanho
Depois disso, esta luz se manteve estacionária vertical ao aeródromo de Atacama a 17 milhas da posição do avião militar, no entanto, aumentou o tamanho de duas ou três vezes da primeira observação.
"Os paraquedistas foram lançados e começamos a ligar as luzes de aterrissagem, para este suposto tráfego que se encontrava imediatamente a nossa frente, para a dar a conhecer a nossa posição exata. Esta luz pulsava ampliando e reduzindo o seu tamanho, acompanhado por mudanças de cor, que variavam entre o vermelho, laranja e branco, vermelho predominando no seu contorno. Seu tamanho inicial, permitia a comparação com uma estrela, mas com o aumento do tamanho em 2 a 3 vezes, poderíamos compará-la com uma luz de aterrissagem de uma aeronave pesada ", disse Bravo.
Na segunda mudança de luz efetuada, o fenômeno ficou definitivamente vermelho, diminuiu ligeiramente de tamanho e começou a se mover para o norte em declínio e ficou novamente estacionário vertical com a cidade de Caldera. Depois disso, a luz apagou e desapareceu completamente.
Durante todo o restante do vôo, foi comentário obrigatório da tripulação. Posteriormente relataram por frequência o incidente e preencheram o relatório do Comitê de Estudo de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA) no Escritório de Operações do aeroporto do Deserto de Atacama.
EXPERIÊNCIA
"Eu considero esta observação muito importante, já que eu e o major analisamos muitos casos de pilotos, mas vindo dele a observação direta, isso tem um valor especial, porque ele não só tem experiência em voo, mas também no estudo do fenômeno aéreo anômalo", disse o pesquisador, Juan Castillo.

Castillo também salientou que "como membros do CEFAA, e dadas as pautas de observação, horas de vôo e treinamento, eu sei que meu amigo fez uma observação segura, ele não daria a conhecer um fato desta natureza se não tivesse certeza do que viu, e depois de descartar uma série de fenômenos, balões, aviões e etc. Se atreveu a fazer consultas ao radar. Espero que essas conversas tenham sido gravadas, para avaliar o grau de estresse e tensão do momento ".

Finalmente, o pesquisador disse que "o objeto observado poderia constituir um eventual perigo para a operação que se estava sendo feita, já que isso distraiu o pessoal que realizava o lançamento dos paraquedistas".

quinta-feira, 7 de junho de 2012

SINAIS DO CÉU E SINAIS NOS CÉUS!

Devido ao corre corre diário, até peço desculpas aos meus leitores quanto a distância que tenho dado entre um post e outro. Na verdade, nunca quero parar de escrever e tenho muitos temas para post’s muito bons. Sempre descrevendo minha visão sobre os acontecimentos e fenômenos...

Em verdade, só hoje, tenho uma lista de mais de vinte temas de posts atrasados e não posso nem pular a ordem em que eles devem ser escritos, uma vez que cada um é quase que introdutório a outro e isso é decorrente da pesquisa que nunca cessa. 
Em fim, não aguentando mais ficar sem escrever, mesmo não podendo exatamente hoje estar tirando o dia para escrever algo, peguei o primeiro tema atrasado para digitar apenas algumas breves palavras. 

O tema seria sobre as profecias de Jesus e quando ele fala sobre Sinais nos céus e sinais dos céus.

Em fim, para pautar minhas palavras fiz uma breve pesquisa no google e fiquei imensamente feliz ao ver que outro já escreveu sobre esse tema. Uma pessoa que tenho acompanhado suas palavras a poucos meses e tenho ganhado gradativamente uma grande admiração. 

Falo do Psicanalista Clínico, escritor e pregador do Evangelho da Graça de Jesus, Caio Fábio!
Um homem de grande lucidez e que não faço rodeio para comentar que todos deveriam ver os seus vídeos no youtube e acompanhar seu blog.

Em fim, sobre o tema em questão, tenho então a felicidade de transcrever aqui, na íntegra o texto de Caio Fabio, postando também o link direto para seu site. 

Eu, estava apenas fazendo uma busca sobre as palavras exatas de Jesus, mas Caio, além de transcreve-las no texto e explica-las, disse tudo e mais um pouco além do que eu planejava, e como sempre tem sido, aprendi muito com suas palavras e lucidez.

Por isso mesmo, fico muito feliz de poder voltar a escrever, em meu blog apenas dividindo com meus leitores ouro puro de uma grande mente.

Então, lá vai... Texto de Caio Fábio, vale muito a pena ler e será certamente enriquecedor para todos como foi para mim:

SINAIS DO CÉU E SINAIS NOS CÉUS!

Leia como se fosse sua primeira vez:

E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu. Lucas 21:11


E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas. Lucas 21:25


E farei aparecer prodígios em cima, no céu; E sinais em baixo na terra: sangue, fogo e vapor de fumo. Atos dos Apóstolos 2:19

O condicionamento mental determina o que vemos ou não vemos. Ora, esses condicionamentos não nos impedem de enxergar os fenômenos, os fatos, as realidades. O que os condicionamentos fazem é nos fazer enxergar com os olhos sem registrar com importância e significado aquilo que se vê.

É assim com tudo!

Uma mulher fora de hora ou de condições de envolvimento, poderá conviver com um homem por anos sem que jamais se vejam como potencialmente candidatos ao amor. No entanto, se um deles ou ambos se abrirem, então, do nada, surge um deus grego e uma divindade egípcia: e ambos os seres apaixonados e, portanto, divinizados, se vêem pela primeira vez, ainda que tenham convivido por toda uma existência.

E por quê?

Porque o “véu do impedimento” foi retirado!

É assim também com a leitura dos evangelhos ou da Palavra. A pessoa que é condicionada pelas doutrinas da religião lerá apenas aquilo que lhe disseram que devera encontrar ali. Mas não estará lendo a Palavra, posto que estará lendo apenas aquilo que já lhe está sistematizado na mente pelos feitores do não-pensar.

Ora, o que me leva a escrever isto tem a ver com os versos transcritos no cabeçalho deste texto.

Sim! Pois me impressiona ver que os tais sinais dos céus acerca dos quais Jesus falou, não são admitidos pela percepção humana em geral; e, de um modo especifico, estão ausentes na percepção dos cristãos também, embora as manifestações de tais sinais estejam se tornando muito mais fortes do que a maioria dos fatos que nós admitimos como verdadeiros no dia a dia.

Sim! Nós cremos em muitas coisas que a maioria das pessoas parecem estar bloqueadas para tal admissão, embora, tais coisas, para nós parecem estar fora de questão.

Algumas pessoas dizem terem visto o diabo em pessoa. Nós cremos quando a pessoa é séria e lúcida. E cremos mesmo sem que tenhamos visto juntamente com a pessoa. Afinal, cremos porque Jesus disse que o diabo existe.

A maioria de nós também crê na existência de anjos e demônios. No entanto, a maioria esmagadora nunca viu nada; e, os que viram, em geral, viram ou sentiram apenas aquilo que alguém demonstra mediante sinais que procedem do interior da pessoa, e que os circunstantes percebem como coisa estranha e demoníaca. Nada, todavia, além disto, com raras exceções.

Entretanto, cremos em tais coisas porque as Escrituras afirmam a existência delas e porque nós mesmos aqui e ali temos experiências de natureza semelhante, ainda que, geralmente, de modo subjetivo.

Ora, se é assim, pergunto:

O que fazer dos “sinais dos céus” que Jesus disse que haveria antes de Sua volta ao mundo?
De fato Jesus fala de sinais dos céus e de sinais nos céus. Quando fala de sinais dos céus Ele deixa tudo aberto. Não há especificações, mas apenas a advertência acerca de que os céus estariam mostrando coisas estranhas. Porém, quando fala de sinais nos céus, Ele os relaciona às grandes catástrofes de natureza estelar — sejam alterações no sol, na lua, nas estrelas [que são todos os corpos celestes, de meteoritos a meteoros, a grandes massas vagando pelo espaço], sejam apenas “coisas espantosas”.  

Os sinais na terra parecem que começam a ser notados de modo global. Sim! Tais sinais estão se tornando fatos irretorquíveis.

Os sinais do e no céu [s], no entanto, não são muito levados a sério.



E por quê?

Ora, eu creio que tem a ver com duas coisas pelo menos:

1.      Todos os sinais dos céus foram apropriados pela ufologia, e, assim, os cristãos, por uma questão de condicionamento doutrinário, dão de ombros às evidencias esmagadoras de que existem sinais inexplicáveis e avistados hoje por milhões de pessoas sérias, bem como por equipamentos tecnológicos de confiabilidade inquestionável, e que nos mostram dia a dia a fartura de coisas que estão para além de toda explicação humana.

2.      A decisão Política Mundial de não tratar do tema parece deixar a questão para os loucos e esotéricos apenas, abrindo um flanco importante no que deveria ser direito de primogenitura dos cristãos sobre o entendimento de tais coisas.

Jesus não mandou seguir, buscar, acampar e mudar para lugares de avistamento de sinais do céu!

Não! Jamais faria assim. Ao contrário disso, Ele mandou que não andássemos a procura de nada, pois, na hora certa, o que nos interessa de Fato-Final, aparecerá com Grande Glória e todo olho o verá.

No entanto, se Ele mandou que não seguíssemos nada que não a vivencia do Evangelho onde Ele, Jesus, nos plantar, ao mesmo tempo Ele manda que mantenhamos os olhos abertos vendo todos os sinais, inclusive os sinais do céu.

Ora, eu não posso negar o inusitado, insólito e o inexplicável do céu, pois, eu mesmo, na companhia de meu pai e treze amigos [ainda jovenzinho], vi uma esfera prateada por alguns minutos na estrada para Itaperuna, na década de 60, a qual desapareceu diante de nós em velocidade inimaginável. Além disso, anos mais tarde, na companhia de milhares de colegas, na Escola Técnica Federal do Amazonas [com o testemunho de toda cidade], vi outra vez um objeto de tamanho imenso e que andou sobre toda a cidade por alguns minutos no ano de 1974 [os jornais daquela época têm essa história], e sobre cuja história fiz narrativa em meu livro “Confissões de Um Pastor”.

O que me impressiona é que muita gente já viu, mas quase todos ficam calados. Medo! Medo de serem tidos como esotéricos; ou loucos desvairados; ou mesmo como gente “crédula”. Mas, à boca pequena, muita gente diz que viu.

Minha irmã Suely já foi seguida por algo do gênero por 150 quilômetros na estrada Manaus - Itacoatiara. Ela estava acompanhada de mais quatro pessoas, e viu aquilo por mais de duas horas, cruzando sobre seu carro e de um lado para o outro da estrada, e capaz de manobras impossíveis aos aparatos humanos.

O Profeta Ezequiel descreve algo que se não estivesse na Bíblia seria totalmente repudiado pelos crentes de hoje!
Para Ezequiel, no entanto, aquelas foram experiências com entes celestiais, com anjos do Senhor e criaturas do espírito. Essa foi a procedência do que lhe apareceu.

Entretanto, nada impede que se tais fenômenos possam se manifestar de modo positivo, [como foi com Ezequiel], que eles, sendo se outra natureza espiritual, possam também manifestar-se modo ruim e perverso, conforme algumas histórias narram.

Discípulos de Jesus não têm que andar atrás dessas coisas. No entanto, não podem fazer de conta que tais coisas não estejam acontecendo, e num volume de evidência muito mais significativa do que se tem como demonstração em relação a muitas das coisas que dizemos crer na Bíblia.

Ora, é porque está na Bíblia que devemos manter os olhos abertos. E mais que isto: tais coisas não estão apenas na Bíblia, mas sim estão na parte da Bíblia cuja manifestação de Palavra está em total vigência, pois não se trata daquilo que estando na Bíblia como Livro, já não está na vigência como Testamento de Jesus para o homem.

Pense nisso e mantenha-se alerta e cheio de discernimento!

Paulo disse que nada pode nos separar do amor de Cristo; nem mesmo qualquer outra forma de criatura ou de criação.

Nele, que nos mandou olhar os sinais da terra e também os do céu e nos céus,

Caio

15/05/08
Lago Norte
Brasília
DF

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Inocência

Isso mesmo, inocência. Não tenho como chamar este post de outra forma, é isso e apenas isso e somente isso já basta para classificar o que vou dizer. 

Se você leitor quiser dar outros adjetivos, tenho certeza que estes serão mais agressivos, porém sempre retornando a Inocência.

O que caracteriza um Ufólogo é seu desejo insaciável pela verdade. Mas isso precisa andar junto com o bom senso e a coerência. Um pensamento científico não pode ser induzido por crença ou fé de qualquer forma. Se um cientista tem uma crença em algo e busca experiências para provar se sua crença é ou não real é uma coisa, mas note que mesmo assim, para obter resultados, ele deve por a crença de lado e estar pronto para assimilar o fato contrário a sua fé caso essa esteja errada. 

Ufólogos de verdade pesquisam muito e não raramente, gastam muito de seu suado dinheiro para levar materiais a análises clinicas ou mesmo empreender experiências e pesquisas serias. Mas muito diferente disso, algumas pessoas nos decepcionam com fanatismo e crenças em atividades místicas ou verdadeiros profetas de UFOs

Me refiro diretamente aqui aos seguidores cegos do Projeto Portal.

Hoje em dia, não tem quem não tenha ouvido falar em Urandir e ET Bilu. Pouca gente realmente sabe o que a Ufologia de verdade faz e quem são os verdadeiros pesquisadores da Ufologia.

Urandir Fernandes de Oliveira, preso por estelionato e falsidade ideológica, em março de 2000.
Desde o ano passado até bem pouco tempo, eu vinha entrando nas comunidades de Orkut do Projeto Portal e conversando com os membros oficiais e não oficiais do projeto. Me impressionei com o alto grau de inocência, até mesmo infantil de homens e mulheres adultos que diziam estar esperando o Urandir mostrar a anos e anos o combustível de OVNIs que ele disse certa vez possuir ou mesmo esperando por novas revelações do ET Bilu! 

Mas o que mais me feriu foi ver que quase todos estavam discutindo a possibilidade de Bilu estar certo sobre a Terra não ser esférica e sim CONVEXA! Essas pessoas discutem e esperam ansiosas novas “conclusões das pesquisas científicas” dos membros do Projeto Portal sobre a não esfericidade do nosso planeta, que seria na realidade Convexo.
Terra Convexa, a "revelação" de "Bilu", que os "pesquisadores" vem tentando "científicamente" provar!
Esse projeto busca pela mídia mesmo para ser feito de chacota, e bem ou mal, com isso arrecada mais e mais membros com tamanha inocência a ponto de pagarem horrores para treinamentos psíquicos e empreenderem viagens até o núcleo do Projeto Portal onde muitos já vem comprando até lotes, sem saber que na verdade estão colaborando para o "projeto secreto" de Urandir de extração de ouro na região. 

Enquanto isso são iludidas com shows de luzes e ETs que fazem contato atrás de moitas, possibilidades de desenvolvimento psíquicos e até mesmo de provas físicas como o homem que espera a anos que o Urandir mostre ao mundo o combustível dos discos voadores. Isso pra não comentar daqueles que se mudam para iglus na área do projeto esperando pelo cataclisma da era moderna.
Eu cansei por meses de falar com essa gente. Nada de mais lógico que eu dissesse, com total respeito ao seus pensamentos e tudo mais, não os abriu os olhos, sempre voltando ao final dos diálogos a esperar novas datas para novas REVELAÇÕES de Bilu. 

Tudo já estava até esquecido acredito, se não fosse pelo reboliço que esses crentes fanáticos do projeto, ávidos inocentemente por alguma resposta ou mais “desinformações”. Afirmo isso por que dizer que a Terra é Convexa foi tão absurdo dessa vez que o próprio Projeto se calou por um bom tempo sem saber como prosseguir. Enquanto isso, as pessoas nas redes sociais esperavam pela data das novas revelações de Bilu. Data prometida e que, depois de dizer que a Terra é convexa, deve ter preferido, como brinquei algumas vezes com eles, de nem voltar a se comunicar com uma raça tão inferior a ponto de acreditar numa asneira dessa!
Eu nem quero colocar aqui o que eu acho sobre Projeto Portal, Urandir e Bilu em respeito aos que acreditam fielmente no projeto. Porém, registro aqui minha indignação em relação a tamanha inocência e desserviço a Ufologia verdadeira e ao trabalho dos verdadeiros Ufólogos e pesquisadores.  Será possível que não se dão conta nem mesmo de que o Urandir ja foi preso por estelionato e falsidade ideológica!

Para mim, é um desprazer ter que escrever um post assim, mas precisava escrever para desfazer o nó na garganta.

Ho galera, pelo amor de deus, BUSQUEM CONHECIMENTO!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Dora, o bebê alien

A alguns anos Roger Terry Clairfield, um norte-americano do Tennessee estava digitalizando álbuns de fotos e teve uma surpresa ao tentar digitalizar um antigo álbum de fotos de sua avó. Duas fotos o chamaram a atenção, uma criança com características não humanas teria sido criada por ela e sua bisavó.

A imagem mostra a possível adoção, ou quem sabe a guarda, por parte de antigos membros daquela família de um bebê alienígena do tipo "gray", ou "cinza"- ou talvez uma criatura híbrida resultante do cruzamento ou inseminação de humanos, o que não é novidade!


Trata-se de Dora. “– Quando vi as fotos liguei imediatamente para minha avó e fiz a ela umas vinte perguntas quase que de uma só vez.” Conta Roger. 

Ela me disse que Dora, o bebe das fotos, era uma criança especial incapaz de andar, falar, e verdadeiramente se comunicar de qualquer forma, mas de alguma forma sempre sabia quando ela precisava e ou queria alguma coisa.

"Dora", dotada das clássicas características dos alienígenas "Grays" (repare na ampliação, além da tradicional fisionomia alien, a ausência de orelha e o inusitado formato do crânio), era certamente um terrível segredo, muito bem guardado por aquela família.


Ela também afirmou que muitas vezes coisas estranhas aconteceram na presença de Dora, e foi como se ela estivesse usando "sua mente" telepatia ou telecinesia para obter a sua atenção, as coisas se movem sem serem tocadas e ela sempre teve uma aura brilhante ao seu redor...

A avó de Roger chamou essas capacidades puramente de "um dom", mas nunca lhe disse que sua minha bisavó tinha dado à luz a ela ou se ela foi realmente um presente de cima ou de outros lugares, tendo sido encontrada ou seja como for.

Na noite de sua morte no final de 1920, minha bisavó disse a todos que Dora iria deixá-los: 

"– Dora em breve nos deixará, pois vi ANJOS flutuando acima do seu leito e eles voltarão para levá-la de VOLTA AO LAR".

“– Ainda estou impressionado com essas fotos e os sentimentos que eu tenho cada vez que eu olhar para elas.”

Os velhos registros e também o relato da avó de Roger param por aí, e aquela família, com o passar do tempo e das gerações, não tocou mais no assunto até Roger econtrar as duas únicas fotos de Dora.


Obviamente, tudo nos leva a crer que os tais "Anjos", de fato, vieram e a levaram de volta ao seu VERDADEIRO LAR,que, por sinal e decididamente, não devia estar situado neste nosso pequeno e tão inusitado mundo!

Certamente que Dora, por algum motivo foi uma experiencia biológica como muitas outras em casos de abdução com que ao invéz de ter sido criada pelos extraterrestres, por alguma razão, até certo ponto foi criada pela sua familia humana.

Em todos os casos e relatos de abdução para reprodução ou experiencias biológicas, sempre que a aduzida é novamente abduzida anos depois no intuito de vera criança gerada, a mesma é perfeita e inteligente... Mas Dora era defeituosa. Será que por isso, esses seres, por pura conveniência preferiram descartar a “experiência falha” até o desencarne do defeituoso bebê.

Não se espantem de terem vindo buscá-la depois da morte, para se viajar pelo espaço eles conseguem manipular a luz, o tempo e o próprio espaço, mudam da dimensão material para outras mais sutis em vibração mais rápida... O que chamamos de mundo dos espíritos, para os viajantes do espaço é só uma questão de vibração.

Nesse caso, demos uma boa lição de amor nesses seres notadamente frios.

Roger T.
roger_omg_terry@bellsouth.net
Clairfield, TN

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

OVNI explode em Ubatuba (1957)


Entre os diversos casos que deixaram provas concretas da existência material dos UFOS, figura da explosão de um misterioso objeto voador próximo à praia de Ubatuba, no litoral do Estado do São Paulo, minuciosamente investigada pelo saudoso Ufólogo brasileiro o Dr. Olavo Teixeira Fontes (1924 – 1968). 

Segundo uma carta enviada ao colunista social Ibrahim Sued, um cidadão foi pescar com amigos em Ubatuba e o grupo presenciou a explosão de um disco voador que se desfez “em milhares de fragmentos brilhantes, maravilhosos, como fogos de artifício, apesar da hora,  (meio-dia)”.

Uma grande quantidade de fragmentos caiu perto da praia. Eram metálicos, de cor cinza e “leves como papel”.

Fragmentos do OVNI de Ubatuba

Três fragmentos chegaram às mãos do Dr. Fontes e este providenciou para que dois fossem analisados pelo Departamento Nacional de Produção Mineral do Ministério da Agricultura.

A Explosão ocorrera em 1957 e em 24 de setembro daquele ano, o relatório da análise espectrográfica efetuada no citado Departamento de Produção Mineral apontava que os pequenos pedaços de metal, pesando cada um cerca de 0,6g, eram feitos de magnésio absolutamente puro. A produção de um estrutura de magnésio sem qualquer impureza, era inteiramente impossível para tecnologia da época.

Os pedaços de magnésio foram analisados nos EUA pala Comissão de Energia Atômica da Companhia Down e pela Universidade de Colorado. Ficou demonstrado que os fragmentos eram amostras de fundições direcionalmente solidificadas. Em 1957, essa modalidade de fundição ainda nem estava em estudo.

A exploração de Ubatuba tornou-se um clássico da Ufologia mundial e um dos pilares que sustentam a materialidade do fenômeno UFO.

Fonte: Revista Ano Zero nº 38, maio de 1992

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Nenhum dos 15 mil textos maias profetiza fim do mundo em 2012


Em nenhum dos 15 mil textos existentes dos antigos maias está escrito que em 2012 haverá grandes cataclismos, crença originada em escritos esotéricos da década de 1970, asseguraram nesta terça-feira fontes oficiais.

O diretor do Acervo Hieróglifo e Iconográfico Maya (Ajimaya) do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), Carlos Pallán, disse que só em dois deles há "duas inscrições" que falam em 2012, mas "só como o final do período".

Perante este fechamento do ciclo, os profetas modernos afirmam que um buraco negro no centro da galáxia, quando se alinhar com o sol, romperá o equilíbrio. Com isso, será modificado o eixo magnético da Terra e as conseqüências serão nefastas.

Placa oriunda do estado mexicano de Tabasco: Para maias, 2012 não é fim do mundo, mas conclusão de período.

O cientista destacou em comunicado que estas versões apocalípticas foram geradas em publicações esotéricas nos anos 70, as quais assinalavam o fim da civilização humana para 2012, data que coincide com o décimo terceiro ciclo no calendário maia, no dia 21 de dezembro.

Pallán explicou que: "para os antigos maias, o tempo não era algo abstrato, era formado por ciclos e estes às vezes eram tão concretos que tinham nome e podiam ser personificados mediante retratos de seres corajosos. Por exemplo, o ciclo de 400 anos estava representado como uma ave mitológica".

Os maias "jamais mencionam que o mundo vai acabar, jamais pensaram que o tempo terminaria em nossa época, o que nos reflete à consciência que alcançaram sobre o tempo, a partir do desenvolvimento matemático e da escritura".

Ele acrescentou que os maias se preocupavam em efetuar rituais que de algum modo garantissem que o ciclo por vir seria propício, e no caso particular de 2012 é notada uma insistência em "que ainda em data tão distante vai ser comemorado um determinado ciclo. Este foi o miolo da confusão".

O arqueólogo disse que, no entanto, de acordo com os cálculos científicos atuais, a data astronômica precisa do fim de seu ciclo seria 23, e não 21 de dezembro.

Também esclareceu que os maias legitimavam seu poder mediante os calendários e vinculavam os governantes com esses ciclos e com deuses citados em relatos ancestrais ou em mitos.

Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Ex-ministro Otávio Júlio Moreira Lima revela que a Aeronáutica investigou a existência de OVNIs.

SEGREDO DE ESTADO:

Esbarrei em meus guardados com essa matéria da Revista "Já", que nem sei se existe mais, reportagem de Alexandra Alves 27/06/1999. Resolvi dividi-la com os leitores e complementá-la com os vídeos abaixo para melhor respaldá-la e lembrar desses acontecimentos que o povo se esquece, não dá importância e nós Ufólogos tentamos trazer a tona! Esse caso ganhou o nome de A NOITE OFIVIAL DO OVNIS. 

Eram os deuses astronautas? O livro de Erick Von Daniken, sobre a suposta presença de seres de outras galáxias na Terra, não povoou apenas a imaginação de milhões de crédulos leitores. No momento em que multidões correm aos cinemas para ver Star Wars – episódio I: A ameaça fantasma,Major Brigadeiro-do-ar Otávio Júlio Moreira Lima, ministro da aeronáutica no governo Sarney, revela a Já, com exclusividade, que o governo estudou a existência de objetos voadores não identificados, os OVNIs. É um depoimento referendado por documentos secretos, aos quais a revista teve acesso. Eles mostram que no final dos anos 60, em plena ditadura militar, os fardas-azuis debruçaram-se sobre o tema por intermédio da Central de Investigação de Objetos Aéreos Não-Identificados (CIOANI). 
 

Até hoje, o Executivo não reconhece que esse órgão tenha existido em caráter oficial. No entanto, em 15 de abril de 1969, o major-brigadeiro José Vaz da Silva, comandante da IV Zona Aérea, sediada em São Paulo, pediu ao Ministério da Aeronáutica o envio imediato de um representante do CIOANI à Capital paulista para estudar um “fenômeno”. 

“Eu era amigo do major-brigadeiro José Vaz. Ele sempre acreditou na existência de vida em outros planetas. Era um investigador convicto”, afirma Moreira Lima, que compartilha até hoje a mesma crença. “Considero uma pretensão achar que estamos sozinhos no universo”. 

Toda a Documentação do CIOANI traz o carimbo “CONFIDENCIAL”. Gráficos de controles de observação especificavam áreas onde haviam sido avistados OVNIs, discriminando ainda topografia, horário e temperatura. O caso mais intrigante, no entanto, só foi registrado depois da extinção do órgão, quando Moreira Lima chefiava o Ministério da Aeronáutica e já não havia mais censura aos meios de comunicação. Por isso, o País inteiro ficou sabendo que, pouco antes das 20h de 19 de maio de 1986, tripulantes e passageiros de um avião comercial que se preparava para pousar em São José dos Campos (SP), no Vale do Paraíba, avistaram luzes vermelhas, verdes e brancas movimentando-se no horizonte.

Entre os ocupantes estava o então presidente da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer), o Coronel Ozires Silva, que mandou o piloto comunicar a ocorrência ao controle aéreo do aeroporto de Congonhas. Os radares detectaram 21 pontos estranhos nos céus da região. 


“Não era nenhum tipo de aeronave, nuvem pesada ou satélite. Das luzes vinha um ruído diferente, que aos poucos foi parando”, recorda o ex-ministro, que na época acionou o Comando de Defesa Aérea. Dois caças Mirage decolaram da base aérea de Anápolis (GO), ao mesmo tempo em que dois F-5 saíam de Santa Cruz, subúrbio do Rio. As luzes, no entanto, começaram a se deslocar em altíssima velocidade, em direção ao Oceano Atlântico, e deixaram para trás os supersônicos da força aérea Brasileira. 

“– Até hoje, não se sabe o que realmente aconteceu naquela noite”, admite o major-brigadeiro-do-ar. 

A perplexidade da Aeronáutica só não é maior do que a da sociedade, que continua sem ter a mais remota idéia do teor das investigações realizadas no passado pelo CIOANI, que já havia encerrado suas atividades quando Moreira Lima chegou ao poder. Ainda assim o ex-ministro não considera adequada a liberação desses dossiês. 

“O governo deve ter cautela antes de sair divulgando qualquer informação sobre OVNIs. Sigilo é mais do que um cuidado. É, acima de tudo, uma Meira de proteger a população. É, acima de tudo, uma maneira de proteger a população de especulações sensacionalistas. As pessoas podem se apavorar com a idéia”, afirma.

Hoje chefiada pelobrigadeiro-do-ar Walter Werner Bräuer, à Aeronáutica segue a risca esta conduta. Seu Centro de Comunicação Social informou, em nota oficial, que não dispõe de setor especifico que trate de assuntos referentes a OVNIs. 

“A FAB nunca teve participação em nenhuma pesquisa realizada pelo CIOANI e desconhece todos os seus relatórios”, diz o comunicado. 

“O Ministério da Aeronáutica tem um compromisso com a sociedade que não permite expor fatos sem comprovação”.

 
Clique no link a baixo para ver a reportagem feita pelo Fantástico:
Fatástico 25/05/1986 OVNIs sobre o Brasil